LIT  ENG

26/11 - 2014

 

 

Lilibeth Cuenca Ramussen

Mobile Mirrors é uma performace com um ou mais manequins, todos vestidos em um mosaico de fragmentos de espelho. Os espelhos são fragmentados e espalhados por todo o corpo. Normalmente se olha no espelho, neste caso, a pessoa de dentro só pode espelhar os outros, e parcialmente seu ambiente, mas nunca si próprio.

 

 

Centro Cultural São Paulo: Mobile Mirrors - 27/11 às 19h.

Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados: Mobile Mirrors - 29/11 às 18h.

   

Jacob Kirkegaard

As obras de Jacob Kirkegaard derivam de fenômenos acústicos inaudíveis ou inescutados. Com sensores e métodos de gravação e edição especiais o material é desdobrado em composições, obras sonoras ou visuais, e instalações espaciais.

 

 

 

 

Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados: A instalação Labyrinthitis ficará no Parque Lage dias 28, das 13h às 18h, dia 29, das 10h às 18h e dia 30, das 10h às 18h. 

Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados: Participação no Painel do Pensamento - 28/11 das 14h às 19h. 

Centro Cultural São Paulo: SP Inaudível - uma obra criada especialmente para o projeto #dinamarcaCCSP, fruto da residência do artista sonoro Jacob Kirkegaard - 29/11 às 17h. 

Centro Cultural São Paulo: Exibição do filme mudo A paixão de Joana D'Arc (1928), com trilha sonora ao vivo de Jacob Kirkegaard - 30/11 às 21h.

 

 

Lilibeth Cuenca Ramussen e Jacob Kirkegaard também realizarão um espetáculo de dança inspirado na palavra Bemejemeria, que significa "no início" em amárico, a língua escrita oficial da Etiópia, o idioma mais antigo vivo.  A paisagem sonora é dividida em sete capítulos ou mudanças, como uma referência ao gênese e à criação de todas as criaturas vivas.

 

 

Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados: 28/11 às 20h.

Centro Cultural São Paulo: 30/11 às 17h.

  

Lars Greve 

O saxofonista e clarinetista dinamarquês Lars Greve é membro do grupo de jazz Girls in Airports, que já teve passagem pelo Brasil. Recentemente lançou seu primeiro disco solo, Breidablik, com composições e improvisações que interagem com o ambiente.

Em São Paulo, Lars vai tocar com a banda São Paulo Undergound, que explora vertentes do post-rock, do jazz, da música brasileira e eletrônica. E no Rio de Janeiro será a vez de se apresentar com o grupo Rabotinik, que é formado por Eduardo Manso, Estevão Casé e Bruno Di Lullo e tem como foco, no trabalho atual, a pesquisa musical com base na improvisação.


 

 

 

Centro Cultural São Paulo: 29/11 às 19h.

Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados: 30/11 às 20h30.

  

Thomas Knak

Thomas Knak é um aclamado produtor de música eletrônica e DJ dinamarquês. A contribuição de Thomas para a música eletrônica é muito significativa ao estabelecer os rumos melódicos eletrônicos da Dinamarca e Escandinávia. Thomas Knak também é conhecido em outras artes, tais como dança moderna, filme ou arte-visual, durante sua carreira produziu música para todas elas. Em São Paulo, Thomas vai se apresentar com o coletivo Voodoohop, o grupo apresenta DJs, projeções e performances, entre outras atividades, para promover eventos de cultura underground em São Paulo, geralmente no centro da cidade. A trilha sonora é diversificada e vai desde a psicodelia tropical e o slow techno ao groove e rhtyhm.

 

 

 

Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados: 28/11 às 21h30.

Centro Cultural São Paulo: 30/11 às 16h.

  

Bjørn Svin

Bjørn Svin é compositor, produtor e performer autodidata nascido na Dinamarca, e atualmente residindo entre Berlim e Nova Iorque. Com uma intensa atuação na música eletrônica, tendo produzido diversos álbuns e trilhas, ele também é conhecido pelas enérgicas performances ao vivo e pelas diversificadas referências musicais, tais como Raymond Scott, Morton Subotnick, Aphex Twin, Cristian Vogel, Mozart, Steve Reich, Ligeti, Ella Fitzgerald e cantores/compositores africanos como Baaba Maal e Rokia Traoré. Bjørn Svin também tocará com o coletivo Voodooho, em São Paulo.

 

 

 

Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados: 29/11 às 22h30.

Centro Cultural São Paulo: 30/11 às 19h.

  

Kenton Slash Demon

Kenton Slash Demon é um dos novos e mais promissores talentos da Dinamarca. Mesmo sem liberar uma grande quantidade de material, os dois ganharam muita atenção. Seu som é orgânico e futurista e suas habilidades levam suas produções além do quadro típico da dramaturgia de uma faixa.

 

 

 

Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados: 29/11 às 00h30 (sábado para domingo)

 

 

 

Workshop




Tilbage